Facebook apresenta queda enquanto Instagram avança

O resultado financeiro e previsões para um futuro próximo não agradaram os investidores do Facebook, os papéis caíram quase 20% no mês de julho de 2018, o que significa uma perda de aproximadamente US$ 124 bilhões em valor de mercado na Bolsa de Nova York. O próprio Facebook já havia alertado os investidores anteriormente sobre a possível queda

O Facebook está com um posicionamento otimista perante ao mercado, demonstrando tranquilidade, e alertando os investidores para que aguardem pois existem boas previsões, já que atualmente está acontecendo um grande investimento por conta dos esforços para resolução de problemas em torno de questões de privacidade dos usuários, tema que foi alvo de críticas e comentários recentemente no mundo inteiro. Além do planejamento dessas melhorias, o Facebook também promete melhores soluções para monitoramento sobre o que os usuários publicam na rede social, o que faz com que a ferramenta seja mais atrativa em termos de negócios.

Apesar das promessas da empresa, alguns especialistas afirmam que os problemas não aparentam ser tão simples de serem resolvidos pois não se tratam de problemas temporários e sim uma questão histórica e até esperada, diferentemente quando comparada com o Netflix por exemplo, que apresentou queda de resultado trimestral como uma situação temporária recentemente e a recuperação é visível.

Alguns outros especialistas, por outro lado, avaliam que os esforços do Facebook em conteúdo de maior engajamento e possibilidade de conteúdos promocionais no histórico de notícias podem apoiar significativamente o crescimento da empresa a médio e a longo prazo.

Além das despesas excessivas, explicadas como investimentos para melhorias pelo Facebook, o crescimento de usuários diários do Facebook tem diminuído, apresentando queda em três trimestres consecutivos. Enquanto isso, o Instagram tem apresentado avanços significativos no número de novos usuários, o que leva a empresa de pesquisa – EMarketer a acreditar que o Instagram deve ser responsável por 18% da receita do Facebook em 2018 e 23% em 2019.