Com o objetivo de controlar o número de visitantes Jericoacoara passa a cobrar a Taxa de Turismo Sustentável

Entrou em vigor em setembro, a cobrança da Taxa de Turismo Sustentável na cidade de Jericoacoara, no Ceará. O valor é de R$ 5 a diária ou fração por pessoa, sendo parecido com o modelo que já é praticado  em Fernando de Noronha,  no estado de Pernambuco. Jericoacoara é uma região de preservação ambiental, assim como a ilha de Fernando de Noronha.

Ricardo Gusso Wagner, secretário de Turismo, Meio Ambiente e Desenvolvimento da cidade, declarou que a taxa começou a ser cobrada, com o objetivo de reduzir a quantidade de visitantes e para a preservação do meio ambiente da região. Existem muitos investimentos sendo realizados próximos a região de Jericoacoara, possibilitando o acesso fácil do local. Com o aumento do número de turistas, a preocupação com meio ambiente precisa ser maior. Ele ainda declarou que 40% do que irá ser arrecadado com a cobrança, será investido na preservação do meio ambiente de Jericoacoara, e o restante vai ser utilizado nas áreas da saúde, limpeza pública e segurança, e também na cidade de Jijoca.

Para o pagamento da taxa é possível acessar o site da Secretaria de Turismo e gerar um boleto, ou fazer o pagamento na chegada em Jericoacoara ou em Jijoca. Essa taxa de turismo sustentável é isenta para os moradores da vila, para pessoas com mais de sessenta anos, para deficientes físicos e para crianças com até doze anos.

As cidades possuem liberdade para fazer a cobrança de taxas, mas elas precisam ter sido instauradas de forma legal, façam parte do Plano Plurianual da LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) e tenham a aprovação da Câmara de Vereadores.

Outros locais que são verdadeiros paraísos no Brasil e que cobram essas taxas são:

Fernando de Noronha – Essa cobrança foi instituída por uma lei em 1989 e modificada por outra lei em 1995. O valor por noite é de R$ 68,74 por pessoa, e pode ser paga pela Internet ou na chegada do aeroporto. Ainda é necessário pagar a taxa do Parque Nacional Marinho, que é de R$ 198 para estrangeiros e de R$ 99 para brasileiros, sendo que essa taxa é única para até dez noites.

Balneário Camboriú – Localizado no litoral norte de Santa Catarina, a cobrança é feita para a entrada de ônibus e vans na cidade. Essa taxa tem por objetivo diminuir a circulação desses veículos pela cidade e seus valores são de R$ 134 para a pernoite, e de R$ 268 só a visita para os ônibus, e de R$ 67 a pernoite e R$ 134 a visita, para as vans.

Ilhabela – Essa ilha paulista faz a cobrança na saída dos veículos no terminal de balsas, sendo que para cada tipo de veículo o valor é diferente. Para carros o valor é de R$ 7,50, para motos R$ 3, para veículos utilitários R$ 12, para ônibus R$ 57 e para micro-ônibus e caminhão R$ 45.