WhatsApp agora tem função para apagar mensagens enviadas

Resultado de imagem para deletar msg whatsapp

Quem nunca escreveu uma mensagem, se arrependeu e depois quis cancelar o envio mas era tarde demais? Pensando nisso, o WhatsApp disponibilizará uma nova função, as mensagens que foram escritas terão até 7 minutos para serem apagadas depois que estiverem na tela do destinatário.

Os erros de digitação nas mensagens enviadas são as inconveniências mais comuns de quem já digitou uma mensagem. Muitas vezes os usuários escrevem no modo automático e quando veem já apertaram o botão enviar. A nova funcionalidade do botão está sendo chamada de “Deletar Para Todos”.

Alguns usuários selecionados já puderam utilizar esse botão. A funcionalidade é citada na seção de perguntas e respostas da aplicação. Não irá demorar muito para nas próximas semanas os usuários dos sistemas Android, iOS e Windows Phone terem a função em seus aplicativos.

Para que o novo botão funcione é preciso tomar cuidado, o usuário precisa ter certeza que quem está recebendo a mensagem também tenha esse recurso disponível. Em uma conversa em grupo todos os usuários também precisam ter a função.

A “Deletar para Todos” oferecerá um tempo limite para a mensagem ser apagada pelo usuário. Quem recebeu a mensagem saberá que ela foi apagada da conversa. Por enquanto são 7 minutos, ou seja, uma mensagem enviada há muito tempo não poderá ser apagada.

Em março aconteceram os testes iniciais, quem era usuário do iPhone tinha esse recurso disponível. Quem descobriu essa funcionalidade foi o usuário do Twitter WABetaInfo que rastreou alterações no código das versões beta do WhatsApp. Na época, a conta do twitter afirmou que fotos e vídeos poderiam ser excluídos também das mensagens.

Hoje existe a possibilidade do usuário excluir a mensagem, mas quem recebeu a publicação continua vendo a mensagem enviada.

O WhatsApp é um dos aplicativos mais usados para a troca de mensagens instantâneas pelo celular. Os fundadores do aplicativo, Jan Koum e Brian Acton, que antes trabalhavam no Yahoo, tentaram uma nova vaga no Facebook e Twitter, mas não conseguiram ser contratados. Depois de uma duradoura negociação, em 2014 o Facebook compra o WhatsApp por US$ 19,2 bilhões de dólares e Koum e Acton passam a fazer parte do conselho administrativo da rede social.