Vôlei do Brasil pode ficar com ouro de Londres 2012

Devido as recentes descobertas de doping da seleção russa de volei, o Brasil pode acabar ficando com a medalha de ouro por decisão do comitê, explicou o ex jogador Giba em entrevista.

Para aqueles que não se lembram o Brasil participou da final do Vôlei nas olimpíadas de Londres em 2012. Depois de uma campanha memorável perdeu para a Rússia e ficou com a medalha de prata.

No domingo dia 22, em um programa da rede globo, o repórter esportivo Marcos Uchôa revelou que 7 jogadores do time da Rússia estavam dopados em 2012. Giba que era o capitão do time naquela época, e agora é comentarista e presidente da comissão de atletas da Federação Internacional de Vôlei (FIVB), foi quem cedeu as informações.

Quando algum atleta medalhista em competição oficial é acusado e condenado por doping, o atleta que ficou uma posição atrás pode tentar herdar sua medalha através de pedido pelo comitê representante do seu esporte. No caso sendo Giba o presidente do comitê, ele teria um papel importante a partir de agora neste processo, afirma Uchôa.

Na época em que a notícia do doping saiu, o presidente da FIVB, Ary Garça afirmou que não iria tolerar tais irregularidades comprovadas. Giba confirma que vai viajar até Lausanne na Suíça onde fica a sede da federação para poder entrar com um processo solicitando o ouro.

Estamos lutando bastante. Essa semana mesmo vamos à Suíça, na sede da FIVB, para entrar com um processo para pedir essa medalha. É o procedimento correto”, afirmou Giba na entrevista.

Bernadinho que pretende se aposentar como técnico da seleção este ano, disse que não tem muito a declarar sobre o assunto, mas que se realmente for comprovado que houve irregularidades, o ouro será mais do que merecido.

Durante as olimpíadas do Rio em 2016, o atletismo brasileiro ganhou uma medalha de bronze no revezamento feminino 4×100. Mas tem um detalhe, a competição que lhes garantiu a medalha aconteceu há 8 anos atrás na Pequim 2008.

O Comitê Olímpico Internacional (COI), anunciou que a equipe russa fora eliminada devido a existência de provas irrefutáveis de doping. O Brasil que havia ficado em 4º lugar na competição, subiu e ficou com a de bronze, a Nigéria com a prata, e a Bélgica com o ouro.

A assessoria da FIVB afirmou que ainda não tem conhecimento do caso.