Toyota e Ford, juntas, buscam a criação de programa para interligar carros e smartphones

Tendência no que concerne a novas tecnologias é que cada vez mais elas se concentram em um único dispositivo. Exemplo disso são os smartphones atuais, que concentram câmera, internet e várias outras funcionalidades (que antigamente só se encontravam separados). Pois a Ford e a Toyota prometem, agora, criar uma plataforma que integre carros a smartphones.

 

As montadoras planejaram a criação do consórcio SmartDeviceLink, software que é capaz de gerenciar código aberto a fim de padronizar sistemas para a conexão com o carro. O software – que a princípio funcionará para iOS e Android – foi planejado pelo consórcio sem fins lucrativos, que englobou Mazda Motor, PSA Group, Fuji Heavy Industries e Suzuki Motor como primeiros membros participantes.

 

O grande mote para o projeto criado é que, com a criação de um software de código aberto, as montadoras esperam estabelecer um padrão para a produção de veículos de agora em diante, integrando a tela, controle de volante e reconhecimento de voz. Através do projeto, também esperam atrair desenvolvedores, que auxiliem a investir e aprimorar cada vez mais o programa.

 

Já existem alguns aplicativos que permitem certa conectividade de smartphones com carros. Apple CarPlay e Android Auto são exemplos. Além destes, a AppLink, lançada pela Genivi Alliance, que permite que motoristas controlassem aplicativos compatíveis com smartphones através de botões de painel ou comandos de voz também já se encontra instalada em mais de 5 milhões de veículos ao redor do mundo.

 

Porém, a tecnologia SmartDeviceLink promete superar as ferramentas existentes, já tendo a Toyota anunciado desde janeiro passado que iria adotá-la. Ademais, a Peugeot, a Citröen, a Honda, a Mazda e a Subaru também sugeriram a possibilidade de fazer uso da tecnologia – além, claro, da Ford que está auxiliando no desenvolvimento.

 

Além das empresas citadas, participam do projeto as fornecedoras Elektrobit, Luxoft e Xevo, e Harman, Panasonic, Pioneer e QNX assinaram cartas de intenção a fim de participar também.

 

A grande preocupação das montadoras no tocante ao desenvolvimento do software é a questão do controle de dados digitais, devendo ser planejado conjuntamente com o aplicativo algum programa que forneça segurança para o condutor do veículo.

 

É certo, no entanto, que o sistema SmartDeviceLink (SDL) é positivo, e visa sempre mais o conforto do usuário de carros. A tecnologia deve sempre ser utilizada à nosso favor, e é para isso que a Ford e a Toyota pensam no programa.

 

Informações podem ser encontradas no próprio site do software: http://bit.ly/2jiMW79