Não é de hoje que existe conflito de interesses entre indivíduos, seja de origem jurídica, ou de pessoa física. Por vezes, os conflitos acabam se resolvendo amistosamente, com as duas partes satisfeitas com a resolução. Porém, na grande maioria das vezes, o caso vai para as mãos do Judiciário e, dependendo de sua complexidade, levam anos para serem elucidados devido à grande demanda de processos a serem analisados.

O CNJ calcula uma estimativa de uns 100.000.000 de processos que estão tramitando nos tribunais do país. Em vista disso, uma alternativa inteligente vem ganhando espaço entre as empresas de maneira geral: A mediação de disputas.

Esse método inusitado vem conquistando os círculos empresarias por razões obvias: Leva menos tempo para chegar a um consenso de todas as partes, evita a burocracia do judiciário e reduz os custos envolvidos em um processo litigioso.

A mediação tem por fundamento a resolução prática do problema em questão, abordando inquirições específicas de cada parte envolvida. Quando existem questões complexas em jogo, ambos os lados tendem a entrar com uma solução imediatista para colocar um ponto final na controvérsia de maneira rápida. A mediação tenta suprir essa falta de diálogo tão necessária para resolver o problema. E o mais interessante: Essa mediação pode ser feita on-line de um jeito prático e eficaz.

O escritório de advocacia Leite, Tosto e Barros está ciente das mudanças envolvidas nesse projeto inicial. O escritório ganha cada vez mais credibilidade com o passar dos anos: No total, 25 anos já se passaram desde que Ricardo Tosto e seus associados fundaram o Leite, Tosto e Barros Advogados.

O escritório ganhou status em âmbito internacional, inclusive sendo recomendado por uma das publicações de maior renome no exterior – Latin Lawyer 250 como sendo um dos escritórios de maior destaque da América Latina.

Um dos sócios do Leite, Tosto e Barros, o advogado Paulo Guilherme de Mendonça Lopes comenta sobre fatores relacionados à mediação. O advogado é Presidente da Comissão de Mediação e Arbitragem da OAB-SP e ressalta a relação custo/benefício do método:

“De regra, o julgamento de questões complexas, no Poder Judiciário, envolve prazos muito maiores. A batalha pela redução dos custos da arbitragem está posta e soluções têm sido estudadas.”

E por falar em Leite, Tosto e Barros, vale ressaltar que o escritório ganhou recentemente o reconhecimento mundial na área de Contencioso. O guia Chambers Global apontou o escritório como um dos melhores no Dispute Resolution, tornando o Leite, Tosto e Barros notoriamente destacado no exterior.

Entre os advogados de renome do Leite, Tosto e Barros, o sócio fundador, Ricardo Tosto destaca-se com trajetória impecável e currículo de propriedade. Uma de suas especialidades é a resolução de conflitos em âmbito empresarial.

Ricardo Tosto é formado em Direito pela Universidade Mackenzie, com extensão em Administração de empresas. O advogado também atuou como assessor da banca de diretores do Grupo Rede, além de ter o trabalho reconhecido pelo Guia Who’s Who Legal como um dos mais seletos na área de Commercial Litigation.

Ricardo Tosto é apontado com reconhecimento também pelas revistas Legal 500 e Analise 500 como advogado de renome.

Com o nome bem alicerçado na praça, Ricardo Tosto e seus associados podem falar com propriedade sobre as questões envolvendo conflitos de interesse e o quanto a mediação pode contribuir para a melhor resolução do processo, visando o bem-estar de todas as partes envolvidas.

Fonte