É bom se planejar: a Receita Federal divulgou, no último dia 06, o cronograma para pagamento do IRPF (Imposto de Renda de Pessoa Física) referente aos rendimentos providos ao longo do ano de 2016. O prazo para entrega da declaração se estende de 02 de março até 28 de abril do corrente ano – os que atrasarem pagarão multa, que é crescente conforme o atraso.

 

Os especialistas recomendam que o declarante tenha em mãos toda e qualquer informação referente aos rendimentos declarados – sem deixar para procurar na última, e correr o risco de perder o prazo para proceder a declaração. Caso o contribuinte, na confusão de seus documentos, se esqueça de declarar algum provento, poderá cair na malha fina, o que é garantia de dor de cabeça futuramente.

 

O rascunho da Declaração – no que muitos se baseiam para fazer a sua – deixará de ser disponibilizada no próximo dia 23. Tal rascunho merece cautela, vez que já vem preenchido com os dados de quem o repassou. Porém, não necessariamente quer dizer que está totalmente correto, pois algumas declarações possuem alguns vícios que vem de anos sendo reproduzidos novamente. Assim, o contribuinte deve ficar de olho, pois a Receita disponibilizará dados preliminares e possibilitará a edição de valores, também.

 

Interessante ressaltar que hoje, com os sistemas operacionais interligados e com cruzamento de dados, dificilmente alguma informação passa desapercebida pela Receita – no que reside a importância de o contribuinte declarar efetivamente tudo o que movimentou financeiramente ao longo do ano de 2016. Compras e vendas de imóveis ou carros são exemplos do que não pode faltar ao declarar. Ademais, pagamento de pensões, despesas médicas e escolares também devem estar constantes, uma vez que permitem abatimento do imposto – o que, logicamente, é benéfico para o contribuinte.

 

Fazem parte do cronograma divulgado pela Receita Federal as seguintes datas:

– 20 de janeiro: disponibilização de programas auxiliares para download;

– 23 de fevereiro: disponibilização do Programa Gerador da Declaração de Imposto de Renda para download e fim da disponibilização do Rascunho da Declaração;

– 2 de março: início da recepção das Declarações;

– 28 de abril: fim do prazo de Declarações.

 

A declaração anual de imposto de renda é exigida no Brasil às pessoas físicas que receberam rendimentos tributáveis superiores a R$ 28.123,91 ao longo do ano anterior à data de Declaração.

 

Mais informações acerca do tema podem se encontradas no site da Receita Federal do Brasil:  http://idg.receita.fazenda.gov.br/noticias/ascom/2017/janeiro/receita-federal-divulga-cronograma-do-irpf-2017