Incêndio matou ao menos 9 pessoas durante festa em Oakland, na Califórnia

Incêndio mata ao menos 9 pessoas durante festa em Oakland, na Califórnia

Nove pessoas morreram em um incêndio ocorrido durante um evento de música eletrônica na cidade de Oakland, Califórnia, neste sábado (03/02). Segundo informações do corpo de bombeiros local, divulgadas pelo jornal “The San Jose Mercury News”, outras 15 ainda estão desaparecidas. Estima-se que ao menos 70 pessoas se encontravam no local no momento da tragédia, além do grupo musical Golden Donna.

De acordo com a imprensa, o incêndio teve início às 23h30 (horário local) desta sexta-feira, 02/12, e foi controlado somente na manhã de sábado. Equipes de busca já vasculharam os escombros à procura de outras vítimas, mas segundo Teresa Deloach – Reed, chefe do corpo de bombeiros da cidade, o número potencial de vítimas só poderá ser determinado após uma busca mais completa.
O imóvel atingido pelo incêndio tinha uma estrutura de dois andares, e fora planejado para abrigar um total de apenas 50 pessoas, segundo informações das autoridades. Ele ainda continha um coletivo de artistas.

Segundo Teresa Deloach – Reed, o combate ao incêndio foi dificultado devido à presença de inúmeros móveis e objetos artísticos que acabaram transformando o local em um labirinto para os bombeiros. A chefe dos bombeiros também afirmou que nenhum detector de fumaça parece ter sido ativado no momento inicial do incêndio. Enquanto os trabalhos de busca continuam, as autoridades averiguam se moradores permanentes habitavam o local.

Oakland

Situada diante de San Francisco, do outro lado da baía de mesmo nome, Oakland possui, atualmente, cerca de 420 mil habitantes, e já foi conhecida como cidade insegura para se viver. Hoje em dia, no entanto, Oakland atrai pessoas de vários setores devido aos valores de aluguéis relativamente mais baratos que os da cidade de San Francisco.

Relembre

Um outro incêndio, ocorrido em 20 de fevereiro de 2003 em uma boate de West Warwick, no estado americano de Rhode Island, provocou a morte de cerca de 100 pessoas. O incêndio teve início devido a um acidente com fogos de artifício, de acordo com as autoridades, e causou uma grande comoção nacional.

Segundo dados da National Fire Protection Association, a maior tragédia por incêndio a nível nacional ocorreu em 1903 na cidade de Chicago, em Illinois. Ao todo, 602 pessoas morreram dentro do Iroquois Theatre, em um incêndio de largas proporções.

Saiba mais: http://bit.ly/2h5sFEL

Homem conclui o ensino médio aos 32 anos e hoje luta contra a evasão escolar

Em uma idade onde muitos já concluíram até mesmo a pós-graduação, Máximo Ribeiro de 55 anos terminava o ensino médio, o que não o impediu de prosseguir em uma bem sucedida carreira acadêmica. Hoje diretor de escola, ele procura incentivar a volta de alunos às salas de aula, por meio de um projeto social desenvolvido no Vale do Ribeira, área onde nasceu.

Conhecida como região com um dos piores IDH (Índice de Desenvolvimento Humano), o local abriga diversas famílias que vivem da agricultura, da mesma forma como ocorreu com Ribeiro, pois desde cedo trabalhava na lavoura juntamente com o pai, que ensinou-lhe noções básicas de matemática e também o ajudou a aprender a ler, embora tivesse passado muito tempo fora da escola.

Anos mais tarde, quando mudou-se para a parte urbana do local, conseguiu trabalho em uma indústria de produtos químicos e cimento, podendo ver a chance de retomar seus estudos em uma escola que oferecia curso supletivo. Motivado, ele cursou pedagogia e matemática, fez pós-graduação em duas áreas e alcançou um MBA.

Lecionou por mais de dez anos e tornou-se diretor de uma escola de ensino infantil que vai da pré-escola até o quinto ano do ensino fundamental, na cidade de Cajati, onde pôde perceber que muitos alunos possuíam grande dificuldade em efetuar operações matemáticas consideradas básicas. Sensibilizado, o ex-agricultor tratou de buscar uma solução mobilizando toda a equipe escolar da instituição.

Certo de que os professores deveriam receber uma formação condizente com a realidade atual, ele assim o fez. Com materiais recicláveis, o então diretor promoveu atividades com o intuito de tornar o aprendizado de matemática mais atrativo, o que acabou por recobrar o desejo de alguns alunos com grande número de faltas a frequentarem novamente as aulas de forma assídua.

A ação alcançou êxito e foi escolhida pelas fundações Lemann e Elos Educacional, duas organizações que integram o projeto Gestão para Aprendizagem, responsável por capacitar gestores de escolas.

Com disposição de adolescente, Ribeiro luta por melhores condições de ensino e busca contagiar outros professores a buscarem o mesmo para seus alunos. Como reflexo dos esforços empregados, a escola obteve média de 6,3 no IDEB (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica), um grande avanço, já que anteriormente atingira 5,9.

Saiba mais: http://bit.ly/2h4l3hQ