O que a poluição plástica dos oceanos está fazendo com os corais

 

Nos oceanos e mares o consumo de lixo formado por plásticos, está se tornando cada vez mais uma ameaça real para a vida marinha. Os materiais plásticos nos oceanos se partem em pedaços bem pequenos, formando os microplásticos. Esses materiais acabam confundindo os animais marinhos, que pensam que são alimentos e os ingerem causando diversos problemas nesses animais, como desnutrição, ferimentos internos, asfixia e pode inclusive causar à morte deles.

No caso dos  corais,  cientistas da Duke University perceberam que que eles podem estar ingerindo esses microplásticos, por estarem gostando do gosto deles. Esses plásticos podem soltar em seus corpos e também no ambiente em volta diversos compostos químicos, sendo que os corais podem ter desenvolvido um gosto favorável por alguns desses elementos, mas os pesquisadores ainda não descobriram quais as substâncias preferidas pelos corais.

Os resultados biológicos dessa ingestão de microplásticos para os corais ainda são um mistério, sendo que alguns como os ftalatos, que são estrogênios e androgênios ambientais, são conhecidos como hormônios que interferem na definição sexual. Essa pesquisa foi divulgada no Marine Pollution Bulletin.

Os cientistas utilizaram em seus estudos, corais do litoral da Carolina do Norte, nos Estados Unidos, e usaram um tanque para os testes com os corais. No momento da alimentação deles, os pesquisadores colocavam microplásticos e areias do mesmo tamanho próximos dos pólipos, que são de formatos cilíndricos e que constituem o corpo do coral, sendo que na parte extrema superior fica localizada a boca.

O pesquisador Austin S. Allen, disse que na primeira vez eles colocaram oito diferentes tipos de plásticos e areia. Os corais quando identificavam a areia, os pólipos fechavam a boca. Mas quando foram os plásticos eles comeram todos eles e ignoraram a maior parte dos grãos de areia. Com isso os pesquisadores acreditam que os plásticos possuem elementos que são saborosos para os corais.

Os corais buscam os alimentos utilizando sensores químicos, que fazem o papel da língua, já que eles não possuem olhos. Na verdade, os corais precisam comer determinada coisa para saber se é comida. No caso dos plásticos, os corais ingeriram 80% deles e no caso dos grãos de areia, eles comeram somente uma areia em cada dez, das vezes que lhe foi oferecido. Isso fez os pesquisadores chegarem à conclusão de que os corais são capazes de saber diferenciar os alimentos.