Novos quiosques vão ser implantados na região portuária do Rio

Resultado de imagem para região portuária do rio de janeiro

No segundo semestre desse ano, as obras para a revitalização da Região Portuária do Rio , irão recomeçar com uma nova etapa do projeto, segundo a Companhia de Desenvolvimento Urbano do Porto (CDurp). Novos quiosques serão feitos no Boulevard Olímpico e Orla Conde, que são pontos turísticos bem visitados do Rio de Janeiro. Serão 26 novos quiosques, nesse próximo passo do projeto.

Além dessas estruturas novas, a Zona Portuária vai receber novos pontos de ônibus, tendo como objetivo o estabelecimento da ocupação desse espaço.

Os recursos dessas obras, de acordo com a CDurp, no valor de R$ 4,5 milhões, serão de responsabilidade da concessionária Porto Novo, com uma parceria público-privada (PPP). A Porto Novo, irá investir e deter o direito de explorar a publicidade no mobiliário urbano, sendo que metade fica com ela e a outra metade irá para o cofre municipal.

No total, devem ser instalados 53 quiosques, mas os outros só vão ser colocados em outra fase do projeto. Tudo deve estar pronto em 2026, quando chega ao fim a parceria público-privada com a Porto Novo. O presidente da entidade, Antônio Carlos Mendes Barbosa, declarou que essa primeira fase, ainda não tem uma data definida para o seu término.

Os locais serão destinados para à alimentação dos turistas, lojas de souvenirs e postos de conveniência. A empresa Ótima, vai poder explorar os primeiros quiosques implantados nessa primeira fase.

Antônio Carlos declarou ainda, que a troca dos pontos de ônibus no local, foi uma decisão da empresa responsável pelo projeto, que possui autonomia e busca com isso, uma modernização em relação ao que já foi feito na Zona Portuária. O dinheiro público não será empregado nessas reformas.

Desde o começo da parceria público-privada, já foram gastos cerca de R$ 5 bilhões na região, de um total de R$ 10 bilhões, previsto no projeto.

Turistas e cariocas ficam encantados com o local, apesar da falta de segurança em alguns lugares do Boulevard, ser um ponto negativo, sem contar o atraso nos planos de habitação da região. O número de furtos e roubos cresceram nas imediações da área revitalizada. Empresários alegam que a área está ficando cada vez mais violenta. Um comerciante que teve o seu trailer furtado na Praça XV, e declarou que os assaltantes levaram um gerador de energia e equipamentos de cozinha, tendo um prejuízo total de R$ 8 mil.

O local ficará mais seguro quando os projetos de habitação forem implantados. O problema da segurança só será solucionado, quando um processo conjunto das polícias Militar e Civil, e Guarda Municipal começarem à combater a violência na região, levando a tranquilidade aos turistas e comerciantes do local.

O caso do trailer furtado pode ser considerado pontual, se forem observados os dados de abril desse ano, com o mesmo mês do ano passado, o número de roubos caiu 21%, nos casos registrados em delegacias da Zona Portuária.