Estudo indica que as mulheres são mais resistentes aos exercícios do que os homens

Image result for Estudo indica que as mulheres são mais resistentes aos exercícios do que os homens

Em um novo estudo desenvolvido pela Universidade de British Columbia Okanagan, no Canadá, os pesquisadores da Escola das Ciências da Saúde e do Exercício concluíram que as mulheres se cansam consideravelmente menos depois de praticarem exercícios físicos do que os homens, levando-se em consideração que ambos tenham a idade e o condicionamento físico parecidos.

Nesse estudo, que foi feito de forma colaborativa com a Universidade de Guelph, no Canadá, e a Universidade de Oregon, dos Estados Unidos, o pesquisador Brian Dalton selecionou nove mulheres e oito homens que possuíam um nível parecido de aptidão física para a realização de um teste. A prova em questão era flexionar o pé contra vários tipos de sensores o mais rápido que conseguissem pelo máximo de tempo possível.

Como resultado, os homens demonstraram serem mais velozes e potentes, contudo, também apresentaram um cansaço maior com a repetição desses movimentos do que as mulheres.

De acordo com o pesquisador, a equipe escolheu testar esse movimentos dos pés porque este exige o esforço dos  músculos da panturrilha,  os quais são fundamentais para as atividades mais básicas do cotidiano, como por exemplo, caminhar e correr. Assim, a grande descoberta foi perceber que apesar de serem mais rápidos e potentes no início, os homens ficaram cansados bem antes do que as mulheres.

Mesmo que o teste tenha sido realizado com um grupo pequeno de participantes, Brian Dalton destacou que acredita que os mesmos resultados seriam encontrados caso a pesquisa fosse feita com um número maior de colaboradores, incluindo pessoas de grupos musculares distintos. Ele ainda afirmou que o resultado ressalta o por quê de em provas esportivas como as ultramaratonas de trail, os homens conseguem ser mais rápidos mas as mulheres serem o grupo que demonstra menos cansaço.

Apesar dos resultados, o pesquisador declarou que não pretende estimular uma competição entre os homens e as mulheres, e que os dois sexos possuem características físicas vantajosas. O grande objetivo da pesquisa é descobrir como melhorar o desempenho físico dos homens e das mulheres, encontrando novas formas de reduzir a fadiga e estimular a disposição durante a prática esportiva, por exemplo.