Conheça o jovem africano que venceu um acirrado campeonato de programação da gigante Google

Um adolescente de Camarões foi o vencedor de um disputado concurso realizado pela empresa Google. O torneio de programação teve abrangência internacional e conferiu a Nji Collins Gbah, vitória na edição de 2017. O jovem chamou a atenção do mundo pela série de dificuldades que conseguiu enfrentar, deixando para trás muitos outros competidores que teoricamente teriam mais chances de vencer. O principal desafio foi conseguir acessar vá internet, uma vez que em seu país há proibição por parte da atual gestão.

 

Sob a alegação de que haveria a necessidade de impedir manifestações contra a atual administração de Camarões, o governo local proibiu o acesso à rede mundial de computadores em áreas do país onde se fala a língua inglesa. Segundo o chefe de estado, a medida coibiria qualquer tentativa de desmoralizá-lo publicamente com mensagens de protesto ao seu estilo de atuação política. Protestando desde outubro de 2016, alguns habitantes registram queixas de preconceito contra quem fala o idioma.

 

Gbah, no entanto, resolveu procurar uma região onde pudesse acessar livremente a rede. Foi em Bafoussam, uma localidade cuja língua falada é o francês, que o garoto conseguiu realizar sua inscrição na competição, além de concluir todas as atividades estipuladas pela Google. De acordo com o jovem africano, a empresa requisitava que os competidores tivessem conhecimentos técnicos básicos sobre a utilização de alguns softwares , bem como aspectos de programação.

 

O pai do adolescente inicialmente não mostrava-se satisfeito com o grande interesse que o filho demonstrava pela internet, principalmente por achar que ele desperdiçava muito tempo, deixando de fazer as tarefas de sua responsabilidade. Em algumas ocasiões ele disse ter escondido o computador para que Gbah não o utilizasse com tanta frequência, deixando o aparelho trancado em um lugar de difícil acesso onde o jovem não pudesse entrar.

 

A vitória de Gbah acabou comovendo o pai, que disse estar arrependido de ter sido austero com o garoto e agora manifesta orgulho pela determinação do filho. Vencido mais este desafio, o adolescente tornou-se referência para os demais jovens do seu país. Ele disse acreditar que, quando se tem um objetivo em mente, deve-se ir adiante, mesmo que tenha que se lidar com muitas dificuldades, sobretudo se o intento trouxer promessas de benefícios. Atteh Francis, um conterrâneo do menino, afirma que outras pessoas perdem oportunidades por conta do bloqueio imposto pelo governo.

 

Quanto aos planos para o futuro, Gbah alegou que deseja cursar Ciência da Computação. Já os governantes de Camarões estão irredutíveis em relação ao fato de terem proibido a utilização da internet no local. Libom Li Likeng, atual ministro do setor de telecomunicações do país, mesmo percebendo algumas vantagens do emprego da rede, manteve a proibição, pois para ele, muitos habitantes não fazem uso devido da internet.

 

Saiba mais:

https://noticias.terra.com.br/adolescente-de-camaroes-vence-competicao-da-google,7283a94435dd7467d7831b2319d921fbzlwg4u1k.html