Coleta Seletiva: uma medida muito importante para o meio ambiente

Resultado de imagem para coleta seletiva

A coletiva seletiva é uma forma de separar os resíduos sólidos que são gerados pelas atividades humanas e assim promover uma melhor destinação final a eles. A Política Nacional de Resíduos Sólidos, Lei nº 12.305/10, estabelece que a implantação da coleta seletiva pelos municípios é obrigatória e deve fazer parte do conteúdo mínimo dos planos de gestão integrada de resíduos sólidos. Dessa forma, é viável ter um sistema capaz de recolher materiais recicláveis, como papéis, plásticos, vidros, metais e orgânicos.

A separação dos resíduos sólidos é importante não só para o meio ambiente, mas também para a sociedade e empresas, em virtude de conseguir diminuir a poluição dos solos e rios. Esses resíduos, quando recebem a devida destinação, deixam de ser lixo e passam a ter valor. Isso possibilita a geração de renda e economia para as organizações, tendo em vista a problemática que o lixo produz em termos de questões ambientais e, ainda, de saúde pública.

Desse modo, a coleta seletiva evita as consequências causadas pela destinação inadequada do lixo, como o surgimento da proliferação de vetores e doenças, a contaminação de lençóis subterrâneos e do solo, devido à formação do chorume (líquido de coloração escura, turva e de odor forte produzido a partir da decomposição de substâncias presentes nos resíduos sólidos e prejudicial à saúde), e a poluição do ar, lançada por meio das queimadas.

E são várias as vantagens de realizar a coleta seletiva, como a reciclagem de materiais que teriam como destino lixões e aterros sanitários, sendo que, posteriormente, voltam como matéria-prima de qualidade e exigem menos desperdício de água e energia. Além disso, esse processo traz economia e os materiais recicláveis faz com que não haja necessidade de retirar os recursos naturais do meio ambiente, garantindo então o desenvolvimento sustentável. Vale ressaltar, também, o conceito dos “3R’s”, que desempenham papel significativo na coleta seletiva, de forma que é possível reduzir, reutilizar e/ou reciclar os materiais.

Portanto, é preciso conscientizar as pessoas sobre a importância de praticar a coleta seletiva é a educação ambiental, através de informações necessárias e práticas adequadas para tomadas de decisões, vinculada a uma conduta ética que proporciona uma melhor qualidade de vida para toda a sociedade. Saiba mais sobre as vantagens de implantar a coleta seletiva clicando aqui.